A Máquina de chiclete

A história de amor entre mim e a máquina de chicletes vem de muito tempo atrás. Ela vem desde quando eu era uma criança e tinha o sonho de ter uma, mas, infelizmente, aqui no Brasil ainda não eram vendidas. Então esperei alguns anos até conseguir ter uma que foi quando minha tia trouxe dos Estados Unidos uma pequena. A minha felicidade era tanta que se tornou meu objeto preferido! Lembrava-me o filme do Riquinho, que tinha uma gigante, e eu adorava ver…

As cores do chiclete, o mecanismo de colocar uma moedinha e o fato de eu ter uma no meu quarto fizeram com que, na adolescência, eu tivesse um sonho de ter uma máquina de chiclete grande no meu quarto. Lembro-me de que queria uma com luzes neon, mas as únicas que possuíam luzes eram muito caras, e meu quarto era pequeno demais para o tamanho que elas tinham.

O tempo passou, eu cresci (de idade, pois o tamanho continua o mesmo) e, quando eu passo por uma dessas máquinas, lembro com carinho da minha doce obsessão.

Confesso que tenho o desejo de comprar uma pra mim assim que possível; porém, ao descobrir que as forminhas serão um problema a ser enfrentado, houve um certo desânimo. Talvez, diante de tantas adversidades, a melhor alternativa seja colocar uma máquina dessas em um evento. Quem sabe, né?!

Separei alguns modelos para vocês verem.

Além de chicletes, também existem as com chocolate, balas e brinquedos. São todas adoráveis!

 

 

 

Deixe uma resposta